(publicado pela Folha Campanhense, maio de 2016, Ano XIX, nº 229).

O LIVRO como patrimônio cultural de Campanha é apresentado como protagonista do evento por meio da homenagem prestada a pessoas que contribuíram para ampliação do acesso da população à informação, à leitura e ao livro.

Nesta 16ª edição foram lembrados os nomes de Bernardo Saturnino da Veiga (1842-1901) e Lourenço Xavier da Veiga (1806-1863) evocados pela profª Pérola Maria Goldfeder e Castro, doutoranda em História Econômica pela USP. A evocação a Zoroastro de Oliveira Filho (Dr. Oliveira, 1903-1994), representada pela sua neta Cristiane M. S. Oliveira, foi feita por Ronald Ferreira, presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Campanha. Representada por sua esposa Letícia Bianchi a evocação a João Paulo Reis Borges (1963-2015) foi feita por José Reinaldo, diretor da ONG Sebo Cultural e organizador da FLIC.

Este ano, os organizadores disponibilizaram o “Espaço Livro Aberto” instalado em tendas montadas na praça de São Sebastião, que nos dias 14 a 16 de abril recebeu várias atrações culturais, como a Oficina de Ilustração com Vitor Marques Borges, diretor da empresa Cascafina; apresentação do documentário “Terra do ouro”, de Olavo Augusto, retratando o trabalho pastoral do padre Rogério Silva na Paróquia de São Bento Abade; apresentação de vídeo “Um papo com Carlão – não precisamos de heróis” Narrativa sobre o enredo do livro “Ilusões” de Richard Bach; apresentação do Grupo Folclórico Dom Inocêncio “Dança do café”; “VírusPoético (com Paulo César de Barros e Gustavo de Sousa Valin)… com a performance “PalavraSolta”; conversa com o escritor José Reinaldo Arantes falando sobre o Livro “Estudos genealógicos da Família Arantes, de Braga/Portugal (1460) à Campanha/MG (2016)”.

O Grupo de Teatro formado por estudantes IFSULDEMINAS, Campus Três Corações dos cursos técnicos integrados em Administração e Informática, coordenados pela supervisora pedagógica Wanúcia Barros, apresentou a peça “Deu Zika”, conscientizando a plateia, formada por crianças de escolas de Campanha, sobre os perigos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. Também, presente a equipe do Serviço Municipal de Vigilância Sanitária, em trabalho educativo.

Alunos e professores apresentaram Sarau Literário e Roda de Leitura sobre Murilo Rubião (1916-2016), logo após, alunos do curso de Administração Integrado declamaram poemas de diversos autores com os professores Amauri Araújo, Aline Arruda e Antônio Sérgio. Belas canções foram entoadas pelos professores Fabio Dalpra, Marcia Lisboa e pela convidada, cantora Aliciane Rodrigues. As alunas Letícia e Raquel, do 1° ano de Administração Integrado também cantaram acompanhadas pelo professor Fabio Dalpra.

Na sexta-feira, o público aplaudiu de pé o Sarau literário, lembrando a Semana de Arte Moderna, no período de 1920-1930, pelos alunos da UEMG-Campus Campanha. Apresentação de muito bom gosto, com personagens usando roupas da época.

Cerca de 50 alunos do Unis, dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Letras, Jornalismo, Pedagogia, Publicidade e Propaganda e intercambistas puderam conhecer o trabalho da ONG Sebo Cultural pela democratização da leitura.

O projeto “A poesia está no ar” desenvolvido pela professora de Língua Portuguesa e Ensino Religioso da Escola Estadual Dom Inocêncio, Letícia Maria de Andrade Pires com o objetivo de incentivar a leitura e a escrita. Como uma das características marcantes do haicai é valorizar o momento e a fotografia também é um flagrante do olhar sobre a natureza e o cotidiano, foram apresentadas dezenas registros fotográficos do fotógrafo João Paulo Reis Borges,

Um grupo representativo do Artesanato ART VITAL de Campanha, também, esteve presente à Flic, mostrando o melhor de suas produções artesanais.

Discursos & Crônicas. Livro publicado pela família do Comendador Nilton Val Ribeiro, organizado por Gerson Serrano Ribeiro a partir da compilação e organização de farta documentação original, de seus discursos e crônicas. Trata-se de um acervo histórico, a partir de 1939, estendendo-se até 1975, um resgate histórico e cronológico.

O professor e escritor Luís Reis Filho apresentou suas publicações “Manual de Redação Científica para Trabalhos de Conclusão de Curso”, um guia para a redação e estruturação de monografias. “Legado de Sangue” e “Círculo do Medo”.

O público presente pode responder a pesquisa de opinião sobre a Flic. Trabalho coordenado pelos professores Silvana Aparecida Domingues Arantes e Admilson de Castro Arantes, executados pelos alunos de Processos Gerenciais da Uemg/Campanha. Os resultados serão divulgados em breve.

Sete mil e quinhentos reais foram investidos em Vale-livros para que estudantes e bibliotecas pudessem adquirir publicações de interesse. Os recursos tiveram origem na Subvenção da Prefeitura Municipal para a ONG Sebo Cultural, R$ 4.500,00 e Secretaria de Educação R$ 3.000,00. O Programa “Vale-Livro” é aplicado com sucesso na FLIC desde 2005. Em 16 edições já foram distribuídos mais de 50 mil vale-livros.

2017 – Agendada para os  dias 6, 7 e 8 de abril que será dedicada ao centenário de nascimento de Gladstone Chaves de Melo (1917-2001), Francisco Lentz de Araújo (1867-1960) e Hilva Motta Araújo (1915-2016).